Queda de cabelo masculino: 5 dúvidas respondidas

A preocupação em apresentar sinais de calvície é algo comum entre os homens, afinal a queda de cabelo masculino pode atingir cerca de 40% dos indivíduos na idade adulta. Esse número sobe para até 80% durante a velhice, afirma a Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Contudo, apesar dos estudos científicos, ainda há muitas dúvidas sobre o tema, e crenças infundadas sobre o que pode ou não influenciar na perda dos fios. Por conta disso, hoje vamos responder alguns de seus principais questionamentos sobre o tema. Boa leitura!

1. O estilo de vida influencia na queda de cabelo masculino?

Sim! Homens que vivem sobrecarregados com o trabalho, que bebem demais ou fumam têm mais chances de desenvolver problemas capilares. Esses hábitos afetam o funcionamento do organismo e, consequentemente, podem causar a perda dos fios.

O mesmo vale para maus hábitos de alimentação, muitos dos quais baseados em produtos industrializados e gordurosos em excesso.

2. Quem tem um pai calvo possui mais chances de desenvolver o problema?

Sim! Uma das possíveis causas da queda de cabelo masculino é genética, a chamada alopecia androgenética. Sendo assim, caso seu pai ou outro familiar próximo — avô, mãe etc. — apresente perda capilar, suas chances de desenvolver o problema são altas.

Um fato curioso é que nem sempre você apresentará a queda na mesma idade que seus familiares. Ou seja, se, por exemplo, seu pai começou a ficar calvo a partir dos 50 anos, você pode desenvolver o problema bem mais cedo ou até depois dessa faixa etária.

3. O uso frequente de chapéus contribui para a queda de cabelo?

Não. Essa foi uma crença que começou a surgir ainda no século XIX, nos Estados unidos. Na época, o médico Albert Freeman Africanus King fez uma publicação afirmando a relação existente entre queda capilar e uso de chapéus.

Ele declarou que os vasos sanguíneos ficavam comprimidos com o adereço e isso impedia nutrientes de chegarem ao couro cabeludo. Essa ideia foi tida como verdadeira durante vários anos.

Somente depois, em 1946, é que o assunto foi desmentido por pesquisadores que publicaram um artigo no The New York Times. Hoje, já se sabe que a queda de cabelo masculino tem várias causas, mas o uso do chapéu não é uma delas.

4. A poluição influencia na perda dos fios?

Sim, influencia. Na verdade, ela pode agravar um quadro já preexistente do problema. O motivo é que a poluição contribui para a formação de radicais livres — moléculas instáveis que podem gerar oxidação. Isso causa alteração nas células do couro cabeludo, favorecendo a queda.

5. Esteroides anabolizantes têm relação com a queda de cabelo masculino?

Sim! Esteroides anabolizantes são hormônios voltados para o crescimento celular e muito usados por quem está em busca de um corpo perfeito. O problema é que essas substâncias são perigosas e podem causar diversos problemas para o organismo, entre eles a calvície.

Já foram realizados estudos médicos que associam o uso desses hormônios com a queda de cabelo androgenética (de origem hereditária). Assim, o produto pode acelerar a perda dos fios ou desencadear o problema em que tem predisposição.

Percebe como existem várias questões envolvendo a queda de cabelo masculino? Ao longo do artigo, listamos para você algumas dúvidas recorrentes sobre o tema. Esperamos que elas tenham sido esclarecidas.

Agora que você já tem mais informações sobre o assunto, que tal ajudar outras pessoas? Compartilhe este texto com seus amigos ou com alguém que se interesse pelo conteúdo. Até breve!